Cantigas

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Cantigas seguindo no compasso da dança do Sol...


Cantiga vem do Céu e novos momentos virão!
O Sol dança, se movimentando para outras longitudes.
E eu sigo o Sol, como seu filho e discípulo...

O Teatro Gamboa Nova foi o palco de encerramento da turné deste primeiro disco. 
Agosto de 2008 foi o marco inicial deste caminho percorrido pelas cantigas astrais. Dois anos e meio de alegrias, energias mil, força, suor, trabalho e felicidade.

Levei este espetáculo, junto à Banda do Céu, para cantos de várias partes deste mundo nosso!

Salvador e sua estrela de estreia: morada e origem de tudo!

Minas Gerais e seu Pouso Alegre do público mais caloroso que até hoje tive...

São Paulo, nos estúdios da TV Orkut, nos arredores do Morumbi; outro palco de espétáculos cheios de vigor...

Rio de Janeiro: a outra ponta desta origem mítica da minha figura artística... Minha casa astral, cidade e musa de sempre!

Bruxelas e Liège, ao atravessar o Oceano Atlântico para cantar o Brasil na Europa: a Bélgica se fez solar por alguns dias...

O Teatro Gamboa Nova, com sua localização íngrime por sobre/em frente à Baía de Todos os Santos sediou a despedida deste instante longo da trajetória: este ponto cardeal de minha desorientação maior que é a música.

Minha voz e meu corpo: canto de tudo que Deus me deu, com primazia e abatimento: pra eu rebentar, no compasso do Pai...

Obrigado a todas as pessoas que estiveram envolvidas neste Projeto Cantiga vem do Céu

Rapazes da Banda do Céu: pensando no firmamento, a gente só tem a subir!

Deus é mais e com Jorge, a gente segue em frente!

O video acima é um presente de Zé Livera, músico amigo, que registrou um momento bem baiano do show Cantiga vem do Céu: a canção Modinha pra Gabriela, do mestre maior, Dorival Caymmi.

Que mais?

AXÉ!





  

Nenhum comentário:

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Total de visualizações de página